Professor

Minha foto
Garanhuns, Pernambuco, Brazil
• FORMAÇÃO ACADÊMICA. Instituição: UPE – CAMPUS GARANHUNS Curso: Licenciatura Plena em História (2007) Curso: Pós-Graduação Programação do Ensino de História (2009) >>>• EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Período:12 anos ATUALMENTE: Escola Estadual Elisa Coelho & Escola Municipal José Brasileiro Vila Nova Disciplinas: História, Filosofia, Sociologia e Artes...

Total de visualizações de página

quarta-feira, julho 19

Significado da Morte nas diferentes Religiões Islamismo

Islamismo


Significado: para os seguidores do islamismo, a morte é uma passagem desta vida para outra eterna. "Quem fizer o bem será julgado por Deus e vai para o paraíso. Quem fizer o mal também será julgado e irá para o inferno", diz Abdul Nasser, secretário-geral da Liga Juventude Islâmica do Brasil. Os muçulmanos acreditam que o corpo após a morte não significa mais nada, mas a alma continua tendo valor. A morte se dá, portanto, quando o corpo se separa da alma.

Rituais: de acordo com as leis islâmicas, o corpo do morto é lavado pelos familiares – sempre do mesmo sexo – e enrolado em três panos brancos. Depois, é colocado num caixão para que os parentes mais próximos se despeçam dele. Em seguida, o corpo é levado à mesquita do cemitério islâmico e a partir deste momento apenas os homens participam da cerimônia. O sheik faz as orações para a alma da pessoa, numa celebração que dura cerca de duas horas. O caixão é carregado para o túmulo, composto por quatro paredes de pedra, onde o corpo será colocado sem o caixão em que foi transportado. O buraco é tampado com pedras e só depois de totalmente fechado a terra é jogada sobre a tampa.

Não há cremação: a cremação do corpo não é permitida pelas leis islâmicas.

Luto: o luto pela pessoa morta dura três dias. No entanto, quando a mulher perde o marido, o tempo de luto é de 4 meses e 10 dias. Na ocasião, a mulher não pode sair de casa, a não ser em caso de emergência. Pela tradição muçulmana, quando a mulher perde o marido e está no começo de uma gravidez, ela deve se despedir passando debaixo do caixão, para mostrar aos presentes que espera uma criança. "Acreditamos num Deus único, absoluto e individual, que jamais gerou ou foi gerado", diz Nasser.

Nenhum comentário: