Professor

Minha foto
Garanhuns, Pernambuco, Brazil
• FORMAÇÃO ACADÊMICA. Instituição: UPE – CAMPUS GARANHUNS Curso: Licenciatura Plena em História (2007) Curso: Pós-Graduação Programação do Ensino de História (2009) >>>• EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Período:12 anos ATUALMENTE: Escola Estadual Elisa Coelho & Escola Municipal José Brasileiro Vila Nova Disciplinas: História, Filosofia, Sociologia e Artes...

Total de visualizações de página

sábado, novembro 28

Esc Manoel Alves Araujo realiza I BAZAR SOLIDÁRIO! 2015

TUDO SERÁ DOADO SEM NENHUM VALOR COBRADO,


Esc Manoel Alves Araujo realiza I BAZAR SOLIDÁRIO! 
Olá pessoas!
O primeiro Bazar Solidário do ano está chegando. O objetivo é oferecer roupas, calçados, brinquedos e outros objetos em bom estado a pessoas.
TUDO SERÁ DOADO SEM NENHUM VALOR COBRADO.

quinta-feira, novembro 26

Escola Manoel Alves de Araújo (VENTUROSA-PE) apresenta: 1º Show de talentos....

O Show de Talentos é um projeto interdisciplinar que visa descobrir novos talentos na Escola, divulgar habilidades artísticas, promover entretenimento e cultura a toda comunidade escolar. O projeto é desenvolvido para todos os alunos do 1º ao 9º Ano interessados em mostrar seu talento, abrindo espaço para todas as manifestações artísticas e culturais dessa comunidade escolar, enfatizando os movimentos artísticos de contestação da conjuntura social e política.

















Escola de Aplicação. 2º e 3° DIAS 26 E 27(2015) 7º ANO "B" (ÁREAS DO CONHECIMENTOS ESCOLAR E HOMENAGEM AOS PROFESSORES).

Escola de Aplicação.  2º e 3° DIAS 26 E 27(2015) 7º ANO "B" 
ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSORA IVONITA GUERRA COMPLETA 20 ANOS DE FUNDAÇÃO E REALIZA FEIRA DE CIÊNCIAS









Matemática e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimentos de matemática aplicados no cotidiano. Segundo os educadores ouvidos pelo G1, devem cair questões contextualizadas que exigem domínio sobre o sistema internacional de medidas, grandeza em comparação, álgebra, além de interpretação de gráficos e tabelas.
As perguntas, segundo Otávio Rodrigues, vão buscar a interpretação dos problemas matemáticos, fugindo da decoreba. “Será uma prova de raciocínio lógico, uma matemática diferente da que estamos acostumados na escola. Cobra conteúdos mínimos”, diz Mateus Prado.
Ciências humanas e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimento de história, sociologia, geografia e filosofia. Devem aparecer questões sobre evolução tecnológica, conflitos territoriais, uso de recursos naturais, além de temas ligados à conquista de direitos como o Estatuto Racial, da Criança e do Adolescente e do Idoso, entre outros.
“São temas da atualidade, do período pós-guerra, a partir de 1945. Outra tendência é ter um tom mais critico e reflexivo”, afirma Rodrigues.
Linguagens, códigos e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimento de português, literatura, artes, educação física e pela primeira vez, línguas. O aluno poderia optar entre inglês e espanhol.
Caem mais questionamentos que exigem interpretação do que gramática, segundo Mateus Prado. Ainda de acordo com ele, devem aparecer perguntas sobre manifestação cultural, modernismo e novas tecnologias.
Neste campo, a exemplo do ano passado, devem aparecer textos alternativos de revistas segmentadas, além de charges. “O aluno que tem uma visão critica, que leu durante o ano bons jornais e portais, vai sair na frente”, diz Otávio Rodrigues.
Ciências da natureza e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimentos de química, física e biologia. Novas formas de energia, índices que retratam a qualidade de vida e perguntas que comparam o consumo de energia dos produtos devem aparecer neste campo, além de temas sobre preservação ambiental, segundo os educadores.
A poucos dias do exame, Ernari Ferrara, diz que ainda dá tempo de se preparar. “Quando assiste ou lê uma notícia o aluno deve buscar a relação com varias matérias. O desafio é saber como ela pode ser aplicada no dia a dia.”

Escola de Aplicação (GARANHUNS- PE). 1º DIA 25/11/2015 7º ANO "B" (ÁREAS DO CONHECIMENTOS ESCOLAR E HOMENAGEM AOS PROFESSORES).

1ª DIA 25/11/2015 
ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSOR IVONITA GUERRA COMPLETA 20 ANOS DE FUNDAÇÃO E REALIZA FEIRA DE CIÊNCIAS








Matemática e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimentos de matemática aplicados no cotidiano. Segundo os educadores ouvidos pelo G1, devem cair questões contextualizadas que exigem domínio sobre o sistema internacional de medidas, grandeza em comparação, álgebra, além de interpretação de gráficos e tabelas.
As perguntas, segundo Otávio Rodrigues, vão buscar a interpretação dos problemas matemáticos, fugindo da decoreba. “Será uma prova de raciocínio lógico, uma matemática diferente da que estamos acostumados na escola. Cobra conteúdos mínimos”, diz Mateus Prado.
Ciências humanas e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimento de história, sociologia, geografia e filosofia. Devem aparecer questões sobre evolução tecnológica, conflitos territoriais, uso de recursos naturais, além de temas ligados à conquista de direitos como o Estatuto Racial, da Criança e do Adolescente e do Idoso, entre outros.
“São temas da atualidade, do período pós-guerra, a partir de 1945. Outra tendência é ter um tom mais critico e reflexivo”, afirma Rodrigues.
Linguagens, códigos e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimento de português, literatura, artes, educação física e pela primeira vez, línguas. O aluno poderia optar entre inglês e espanhol.
Caem mais questionamentos que exigem interpretação do que gramática, segundo Mateus Prado. Ainda de acordo com ele, devem aparecer perguntas sobre manifestação cultural, modernismo e novas tecnologias.
Neste campo, a exemplo do ano passado, devem aparecer textos alternativos de revistas segmentadas, além de charges. “O aluno que tem uma visão critica, que leu durante o ano bons jornais e portais, vai sair na frente”, diz Otávio Rodrigues.
Ciências da natureza e suas tecnologias
Nesta área, a prova vai cobrar conhecimentos de química, física e biologia. Novas formas de energia, índices que retratam a qualidade de vida e perguntas que comparam o consumo de energia dos produtos devem aparecer neste campo, além de temas sobre preservação ambiental, segundo os educadores.
A poucos dias do exame, Ernari Ferrara, diz que ainda dá tempo de se preparar. “Quando assiste ou lê uma notícia o aluno deve buscar a relação com varias matérias. O desafio é saber como ela pode ser aplicada no dia a dia.”

quarta-feira, novembro 25

ESCOLA DE APLICAÇÃO IVONITA GUERRA COMPLETA 20 ANOS DE FUNDAÇÃO E REALIZA FEIRA DE CIÊNCIAS

ESCOLA DE APLICAÇÃO IVONITA GUERRA COMPLETA 20 ANOS DE FUNDAÇÃO E REALIZA FEIRA DE CIÊNCIAS

Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra, que fica localizada na rua Capitão Pedro Rodrigues (bairro da Brasília) nas dependências da Universidade de Pernambuco, UPE, Campus Garanhuns, está promovendo durante os dias 25, 26 e 27 de Novembro, sua tradicional Feira de Ciências. Desta vez o evento será realizado em comemoração aos  20 anos de fundação da respeitada instituição de ensino.

As várias turmas que estão realizando os projetos estão revisitando e revivendo a história da escola de Aplicação, desde a escolha do nome da professora Ivonita Alves Guerra, até os atuais gestores e professores. São vários momentos marcantes da história do educandário, com fotos antigas e fatos históricos, tudo foi pesquisado e montando pelos próprios alunos.

A escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra, iniciou seus trabalhos no ano de 1995 com pouco mais de 110 alunos. Hoje conta com uma estrutura de quase 600 alunos distribuídos entre os ensinos Fundamental e Médio. É uma das melhores escolas do estado de Pernambuco e figura entre a melhores escolas públicas do Agreste. O IDEB de 2015 mostrou a Escola da UPE de Garanhuns como sendo a 4ª melhor do Estado. (Colaboração de Wellington Freitas).

terça-feira, novembro 10

Escola Manoel Alves de Araújo apresenta: 1º Show de talentos....

O Show de Talentos é um projeto interdisciplinar que visa descobrir novos talentos na Escola, divulgar habilidades artísticas, promover entretenimento e cultura a toda comunidade escolar. O projeto é desenvolvido para todos os alunos do 1º ao 9º Ano interessados em mostrar seu talento, abrindo espaço para todas as manifestações artísticas e culturais dessa comunidade escolar, enfatizando os movimentos artísticos de contestação da conjuntura social e política.