Professor

Minha foto
Garanhuns, Pernambuco, Brazil
• FORMAÇÃO ACADÊMICA. Instituição: UPE – CAMPUS GARANHUNS Curso: Licenciatura Plena em História (2007) Curso: Pós-Graduação Programação do Ensino de História (2009) >>>• EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Período:12 anos ATUALMENTE: Escola Estadual Elisa Coelho & Escola Municipal José Brasileiro Vila Nova Disciplinas: História, Filosofia, Sociologia e Artes...

Total de visualizações de página

quinta-feira, dezembro 31

OBRIGADO POR MAIS QUE 230 MIL ACESSOS NO BLOG - BOM,RUIM, ASSIM, ASSIM - Narrado Por Pedro Bial....

OBRIGADO POR MAIS QUE 230 MIL ACESSOS NO BLOG
Quer saber de uma coisa? Tudo pode ser bom, ruim e principalmente
assim assim 
Tudo ao mesmo tempo ou não, e não necessariamente nessa ordem 
Bom é chegar na praia à tardinha, anuncio de por de Sol, a água
de ondas mansinhas 
Jogar bola na espuma e sob o céu encaixa como se fora Tafaréu.

É bom também quando começa a chover 
E as gotas fazem cócegas na superfície do mar 
Como se um cardume infinito prometesse matar a fome 
De todo o Vidigal, Rocinha, Cidade de Deus e Vigário Geral.

Ruim é lembrar daquele amigo que de prancha na mão 
Morreu de um beijo roubado de um raio, da lembrança a correria,

O medo... o medo... medo é bom, ruim é o medo de ter medo!

Bom voltar trocar chuva por chopp e passar atrás da pelada 
A bola vai pra fora e como na crônica de Rubem Braga sobra pra
você 
Que mata no peito faz embaixadinha e devolve redondo... num
chute perfeito 
Ruim é a fisgada na coxa sair mancando disfarçadamente... 
A vergonha de ta decadente não é ruim, ruim é o orgulho que se
nega a reconhecer a decadência.

É bom a cidade estranha em que você nunca esteve e sabe que
nunca mais vai voltar 
E nesse lugar você tem uma obrigação sem graça que cumpre com
estilo e precisão 
Traçando um dia perfeito no arco do tempo

Quando cai a noite é bom tomar um banho e sob o chuveiro é bom
sentir saudade, 
Ruim é não ter saudade, e como é bom sair sem direção pelas ruas
da cidade 
Pensando no que você fez da sua vida e no que a vida fez em você

Bom é sonhar, realizar não é tão bom, mas ruim mesmo é não
realizar

O fim de um grande amor é muito, muito ruim, um grande amor não
tem fim! 
Bom é amar, ruim é amar... Bom é encarar a vida com fantasia. 
Quando um poeta desaparece é bom colocar chapéu de Bogar que
tudo pode solucionar... 
Ruim é encontrar o precipício, morrer não deve ser tão ruim
assim... 
E pode ser bom falar sobre bom e ruim, e pode ser pior assim
assim ... bom!
By Mamma !

Exemplo de PORTFOLIO(EU NÃO LI MAS GALILEU LEU): Elaborado pelos alunos 1º Ano da Escola de Aplicação - UPE - GARANHUNS-PE

Portfólio é um conjunto organizado de trabalhos produzidos pelo aluno ao longo de determinado período (o ano letivo, por exemplo). Quando bem montada, essa coletânea se transforma em um excelente instrumento de avaliação.
Ela deve reunir as atividades que o estudante considera relevantes, escolhidas depois de uma análise feita com a sua ajuda. O critério da escolha, vale lembrar, não pode ser apenas o da excelência. 
O que importa, é selecionar trabalhos que demonstrem a trajetória da aprendizagem.











quarta-feira, dezembro 30

Exemplo de PORTFOLIO(FILHOS DE ATENA): Elaborado pelos alunos 1º Ano da Escola de Aplicação - UPE - GARANHUNS-PE


Portfólio é um dos instrumentos de avaliação condizentes com a avaliação formativa, é um instrumento que compreende a compilação dos trabalhos realizados pelo estudante, durante um curso ou uma disciplina.Inclui entre outros, registros de visitas, resumo ou fichamento de textos, projetos e relatórios de pesquisa e inclui principalmente ensaios auto-reflexivos que, permitem aos alunos a discussão de como a experiência, no curso ou na disciplina, mudou sua vida, pode acompanhar e avaliar o processo de ensino e aprendizagem, registrando a organização dos saberes e demonstrando todo um processo de construção de pensamento.














Vida deve ser assim com essa dicas...


terça-feira, dezembro 29

Minha vida mudou muito nos últimos anos...

Eu mudei muito nos últimos anos. Mudei sem oferecer a menor resistência. Mudei sem me surpreender com as mudanças. Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. Mas um dia, finalmente, a gente acorda. E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente
Clarissa Corrêa

domingo, dezembro 27

Separando os meus problemas dos problemas dos outros



Eu sempre achei que tinha mais problemas do que todo mundo, até que um dia eu percebi que assimilava os problemas de quem amava e tomava-os como meus também. Eu me cobrava solução dos problemas deles, me sentia culpado por não resolvê-los, sempre fui assim, sempre me exigi demais. E como demorei a entender que o problema dos outros é dos outros, ainda que sejam meus amados. Mas agora eu sei que o fato de não poder resolver seus problemas não diminui o amor que sinto por eles.

Hoje eu me policio diariamente pra não me envolver demais, pra não me cobrar soluções que não me cabem, me controlo pra não assimilar mais problemas além dos que eu já tenho. E assim me torno um pouco mais frio, insensível e indiferente. Não sei ainda se isso é bom ou ruim, se me torna mais maduro ou mais egoísta, mais feliz ou mais triste. Só sei que por hora sinto um pouco mais de paz de espírito. É como se livrar de um imenso peso, alivia.

Não está sendo fácil ser assim dessa nova maneira, às vezes eu não me reconheço agindo tão friamente e me importando tão pouco com os outros, às vezes tento me convencer de que é melhor assim, sem ter certeza alguma do que digo. Às vezes me eximo de qualquer responsabilidade do problema do outro, e após algumas palavras duras eu desligo o telefone e me arrependo de ter tratado tão mal alguém que eu amo. Mas resisto em ser do 'velho' jeito novamente, porque cansei, preciso de um tempo só pra mim. Tenho certeza de que os outros vão saber se virar sem minha ajuda, resta saber se eu vou saber me virar sem os problemas deles.

Fonte [Mente Hiperativa]

domingo, dezembro 20

Disputas no ambiente de trabalho - Pe. Fábio de Melo - Programa Direção Espiritual 17/08/2011

Às vezes uma pessoa que é oprimida, quando tem a oportunidade de alcançar algum poder, esquece de seu passado e passa a ser também uma opressora, infelizmente. O cristão deve mudar isto, uma vez no poder, deve exercê-lo para o bem de todos.